Universo do design

Post Single Page

15 MANEIRAS DE SUPERAR O BLOQUEIO CRIATIVO

Cinthia

In Design Posted

Lutando por ideias? Acontece até com os mais criativos.

Ser criativo pode ser libertador, construtivo e inovador, mas também pode ser tornar um grande peso. Quando a criatividade não está fluindo, podemos passar incontáveis ​​horas procurando por inspiração, o chamado bloqueio criativo. Claro que é ótimo trabalhar em uma indústria criativa, mas pode ser cansativo e esgotante ficar entusiasmado e inspirado o tempo todo.

Quais são então algumas das melhores maneiras de romper essa parede de bloqueio criativo? Aqui vão 15 dicas para ajudá-lo a se inspirar.

 

1. Bloqueio criativo? Coloque no papel

Escreva suas ideias principais em colunas e liste tudo o que vier à mente. Você pode misturar e combinar as listas para colaborações incomuns e originais. Por isso, sempre tenha em mãos uma caderneta e anote todas as ideias que chegarem até você.
Procure inspiração, mas se mantenha atento para as palavras e frase que poderão saltar de uma passagem de texto ou até mesmo de uma música. Certifique-se de esboçar essas idéias quando elas vierem. Sempre tenha uma lista de idéias que você poderá usar no momento de criação.
Nunca deixe que uma ideia passe pela sua mente sem que seja devidamente reconhecida. Mantenha sempre um caderno que contenha todas as suas inspirações para que, quando a criatividade não estiver fluindo como você esperava, você tenha algo para usar. Isso não só lhe dará material para trabalhar se você precisar, mas também poderá ser o gatilho que a sua criatividade precisa.

 

  2 . Bloqueio criativo? Não tenha medo de se ausentar

Se você tentou e tentou e tentou, mas nada veio à mente, afaste-se um pouco. Não continue se frustrando ao ponto de chegar ao desânimo irrevogável, mas ao mesmo tempo, não espere o tempo todo pela criatividade para fazer o que precisa. A criatividade é a soma das nossas experiências e inspirações, por isso, se não continuarmos a fornecer novos caminhos de exploração a nossa mente, não podemos esperar que ela evolua. Então, trabalhe em outros projetos, busque inspiração em outros lugares, mas também não se ausente tanto ao ponto de se perder do caminho criativo que estava trilhando. A grande questão é dar espaço para que o ápice da criatividade retorne.

 

3. Bloqueio criativo? Termine o que você começou

Não existe uma má ideia, existe uma ideia que não foi bem desenvolvida. O segredo está em trabalhar destemidamente do inicio até o final, explorando as mais variadas informações e conhecimento a fim de transformar o que era sonho em realidade.

 

4. Bloqueio criativo? Tente evitar a repetição

É fácil e tentador voltar em um projeto ou ideia que tivemos no passado, o que é justificável, pois se trata de algo que já sabemos e dominamos. O problema é que o período criativo em que estávamos naquele momento não é o mesmo que estamos agora, e ele pode atrapalhar mais do que ajudar. Isso pode emprestar certa artificialidade à geração do novo material, mesmo que seja nosso próprio trabalho.

 

5. Bloqueio criativo? Coloque um pouco de diversão no seu estúdio

A ausência de certas coisas gera um vazio destrutivo. O que é totalmente aplicável ao espaço físico aonde se desenvolve os trabalhos criativos. Isso pode afetar seu raciocínio e imaginação sem que você perceba. Por isso, sempre tente injetar um pouco de singularidade, cor e vida em seu estúdio, ou seja, não o deixe ficar com aspecto de uma clínica, ou uma prisão.

 

6. Bloqueio criativo? Procure em lugares improváveis

Faça coisas completamente diferentes, você vai ficar surpreso com o universo de novas idéias que estão se escondendo, pois elas sempre ficam onde você menos espera que elas estejam.

Um dos maiores obstáculos à criatividade é nossa própria tendência ao hábito. Nós caímos em uma espécie de entorpecimento, isso porque estamos acostumados a fazer as coisas com um modelo certinho. Uma das melhores maneiras de quebrar isso é forçar-se a trabalhar sob um padrão incomum. Escolha algo que pareça estranho para você. A ideia aqui não é tanto o resultado que uma regra específica gera, mas se forçar a entrar em um novo fluxo de trabalho, assim certos pensamentos que antes estavam escondidos podem ser iluminados.

 

7. Bloqueio criativo? Explorar outras disciplinas criativas

Inspirações podem vir de qualquer lugar, veja além, procure observar trabalhos de outros ilustradores e designers: fotografia, tipografia, moda, filme, embalagens, sinalizações, etc.

Artistas de diferentes mídias e setores pensam e trabalham de maneiras diferentes. Reserve um tempo para ir a uma galeria de arte, assistir a uma apresentação de dança, ou ouvir um concerto. Permita-se entender e ser influenciado pela maneira como esses artistas pensam e criam seu trabalho. Se você encontrar uma técnica que aprecia, pense em como você pode adaptá-la a sua criação.

 

8. Bloqueio criativo? Expanda sua mente

Aprenda coisas que não tenham haver com sua área, conheça e estude as artes, culturas e pessoas novas que você normalmente e naturalmente não estaria interessado. Tudo isso pode te levar a ter inspirações interessantes em contextos mistos.

 

9. Bloqueio criativo? Vá contra o fluxo

Tente pensar e agir de forma oposta do que todo mundo faria. Pode até ser que não vá optar por fazer sempre e nem ser a direção escolhida no final, mas pode te ajudar a evitar cenários e ideias clichê.

Habitualidade e constância são inimigas da criatividade. É útil ter um fluxo de trabalho bem desenvolvido que permita eficiência e consistência de qualidade, mas não deixe que os meios se tornem os fins. Se você estiver seguindo o mesmo processo por um tempo, altere-o.  Isso ajudará você a expandir seu repertório de técnicas e a oferecer um conjunto maior de ferramentas para as quais terá como recorrer quando necessário.

 

10. Bloqueio criativo? Procure lugares desconhecidos

Todos nós temos ambientes nos quais gostamos de estar e trabalhar. Seja por causa der um elemento que os torne tecnicamente ideais, ou, simplesmente a energia que eles criam, o importante é que neles nos sentimos à vontade. Quando você estiver se sentindo sem criatividade, se sentir confortável é o seu grande inimigo.
O melhor a fazer é sair desse ambiente que te deixa acomodado e ir para algum lugar que te deixe desconfortável (mas que não é perigoso), em algum lugar que o force a se adaptar às suas características únicas e a abraçar as qualidades que ele oferece. Isso trará diferentes ideias e particularidades no desenvolvimento do trabalho criativo que você poderia estar ignorando.

 

11. Bloqueio criativo? Veja através das coisas

Se você se forçou a tentar algo novo, ou seguir uma regra incomum para o dia, não pare de registrar fotos. Siga todo o fluxo de trabalho, desde pressionar o botão do obturador até o pós-processamento. Isso não apenas garante um comprometimento real com a expansão do processo, mas também oferece a melhor chance de encontrar novas ideias examinando algo de todas as perspectivas. Lembre-se de que a “restrição” questionável, ou, a nova técnica que você tentou não é necessariamente o objetivo final, mas sim as possibilidades que eles iluminam, e que muito provavelmente será o que você procura.

Então, veja as coisas de diferentes ângulos. Arrisque algumas letras invertidas em uma pilha de papéis, ou, um esboço amassado. Tudo isso pode criar formas incomuns e desencadear novas ideias.

 

12. Bloqueio criativo? Respeite o seu tempo

Trabalhar em muitos projetos ao mesmo tempo pode sufocar sua criatividade. Se você está se sentindo esgotado, reserve um tempo para si mesmo e desligue-se de tudo por alguns dias, ou por algumas horas.

Experimente também, tentar não pensar em fazer nada naquele dia, mas fazer no mesmo dia. Ou seja, levante com o propósito de não fazer nenhum projeto, mas no decorrer do dia ainda assim pegá-lo para trabalhar. Com isso, você tende diferenciar com mais facilidade o bem do mal naturalmente, e consequentemente cria algumas coisas realmente diferentes da noite para o dia.

 

13. Bloqueio criativo? Não fique preso a ideia do grandioso

Se colocar debaixo da pressão e do julgo de ser melhor, de fazer o diferente extraordinário pode ser extremamente destrutivo. Procure ser leve, acreditar no seu potencial e que ninguém pode ser igual a ninguém.  Em grande maioria das vezes trabalhos menores, às vezes, com menos informações acabam tendo melhores resultados, por simplificarem e evitarem o uso influências forçadas. Às vezes a verdadeira solução é abrir os seus olhos e do cliente para o novo.

 

 

14. Bloqueio criativo? Esteja sempre pronto para a inspiração

A inspiração algumas vezes pode está mais perto do que imaginamos. Podem vir de formas pequenas e incomuns, e por isso é preciso estar pronto. Lugares como museus, exposições, workshops e feiras são fontes maravilhosas e vastas, mas não podemos negligenciar as pequenas coisas da vida cotidiana. Todo o estímulo sensorial que estamos constantemente recebendo seja da rua, da internet, ou da natureza pode servir para inspiração. Não tome nada como garantido, mas não deixe nada passar.

 

15. Bloqueio criativo? Pare de temer críticas

Padrões elevados podem ser sufocante algumas vezes. Então, não deixe que seu medo do que as pessoas vão dizer e pensar te impeça de começar ou terminar algum trabalho, ou projeto. Primeiramente crie para você e para mais ninguém. Não deixe sua auto-estima se tornar dependente e refém da aceitação de outras pessoas. A certeza do fracasso é a tentativa de querer agradar a todos, ninguém nunca conseguiu e nem conseguirá satisfazer todas as opiniões, culturas e gostos. Por isso, se deixe convencido de que você não precisa carregar mais esse peso.

Muitas vezes atribuímos à criatividade uma natureza incompreensível e complexa. Não é segredo que a criatividade sempre teve e terá seu mistério, entretanto isso não significa que iremos ficar sem meios práticos para desenvolvê-la, aguçá-la, ou ativá-la. E você tem uma técnica diferente para quebrar o bloqueio criativo? Deixe um comentário abaixo com suas ideias e histórias para ajudar outras pessoas também!

 

0 Comments

Leave a Comment